Páginas

quarta-feira, 8 de agosto de 2007

Ode ao beijo



Beijo...
Primeira manifestação real de nossos desejos.
Minúsculas acrobacias que levam impulsos sensoriais como uma corrente termoelétrica de vibrações por todas ramificações do corpo.
Bem sei que existe todo um conjunto entre sentimentos e prazer, mas creio que em sua individualidade o beijo ainda tem a forma mais poética de todos os elementos deste conjunto.
A mim parece que sexo sem beijo é a pura manifestação dos desejos carnais, já o beijo...Ahhh!
Soa como algo quase espiritual.
Haja vista que a lenda diz que nas esferas angelicais os anjos são assexuados e nunca se ouviu dizer que tais seres fossem desprovidos de língua.
Parece ser uma espécie de adoração, a Língua como um servo devotado prestando culto a boca deusa da mulher amada.
Pode me faltar tudo no amor que acho que nem me queixo, só não suportaria que faltasse a doce umidade da quentura dos beijos.

Ayahuasca

Um comentário:

Helena disse...

Lindo texto, profundo e delicado, como vc Aya...

Esse texto traduz em palavras tudo o que é o beijo, e chega-se a sentir a maciez dos lábios da pessoa amada beijando-nos...

Kiss for you

Love forever

Helena